Tanzânia

Berço da humanidade

\\ Texto Maria Amélia Pires
\\ Fotografia ©Tourism Tanzânia

Ostentar a montanha mais alta de África, a maior cratera do mundo e ser considerada o berço da humanidade são razões suficientes para despertar o desejo de conhecer a Tanzânia. Mas há muito mais para descobrir neste país da costa leste do continente africano. De clima tropical quente e húmido, esta região conserva em estado puro a sua natureza e as pessoas que lá habitam. Banhada pelo oceano Índico, o seu território inclui ainda as ilhas de Zanzibar, Pemba e alguns ilhéus, cujas praias em nada ficam a dever às mais paradisíacas do mundo.

Foi entre as fronteiras da atual Tanzânia que se encontraram vestígios dos primeiros seres humanos, incluindo ossos fósseis de Paranthropus que se pensa terem mais de dois milhões de anos. Por essa razão é apontada como o berço da humanidade.

Atualmente, pela sua natureza fecunda e quase intacta, e pela riqueza faunística, o berço da humanidade é um dos melhores destinos para safaris. A reserva do Serengeti, que se estende até ao Quénia e onde se assiste à migração de animais, é talvez a mais conhecida, porém é igualmente possível fazer safaris noutras reservas, e também na Cratera de Ngorongoro, uma das maiores caldeiras intactas do mundo e um dos lugares mais incríveis da Tanzânia. É lá que está a maior concentração de leões do mundo. A Cratera, assim como o Serengeti, são considerados Patrimónios da Unesco.

Entre estes dois locais, encontra-se o Parque Nacional Lago Manyara. Pássaros coloridos e as árvores baobá são alguns dos encantos do local. Há também a oportunidade de escalar o Monte Kilimanjaro – o ponto culminante da África com seus 5985 metros de altitude – e o Monte Meru, e conhecer um pouco da cultura do povo Masai. O Parque Nacional de Tarangire é mais um bom exemplo da imensidão das savanas africanas e da diversidade da vida selvagem, tão contrastante com a capital Dodoma e com a cidade mais populosa, Dar es Salaam.

Outo destino imperdível é Zanzibar, uma ilha exótica que tem como tesouros a sua vegetação, as maravilhosas praias de areia fina, águas cor turquesa, a cidade de pedra e… Farrokh Bulsara. Zanzibar possui uma longa história. Habitada há mais de 20.000 anos, a ilha chegou a fazer parte, durante dois séculos, do Império Português. Em 2000, a cidade de pedra de Zanzibar, o núcleo central da capital da ilha, foi considerada Património Mundial da Humanidade.

Em setembro de 1946, nascia em Zanzibar, na Tanzânia, Farrokh Bulsara, e renascia em Julho de 1970, em Londres, Inglaterra, como Freddie Mercury. A cidade onde o vocalista dos Queen nasceu é património da humanidade. A sua voz foi e é uma das mais incríveis de toda a humanidade.

PARTILHAR O ARTIGO \\